Tal facto, obviamente precipitado, impede-me de o fazer agora que realmente se justifica.

Digo apenas que, se o pudesse fazer, respeitaria à demissão do Boavista da direcção da Liga.

Para entender o que quero dizer, caro leitor, terá de trabalhar um pouco. Clique nos dois links relacionados. Leia. Depois sorria.

P.S.: Até tenho respeito pela coragem de Álvaro Braga Junior, que aterrou no Bessa quando todos os outros levantavam voo para longe. Mas assim não.