«Creio que irá amanhã [terça-feira], foi o que eu ouvi, ele já tratou dos papéis, do visa, agora só falta que apanhe o avião de uma vez por todas», referiu ontem o progenitor do avançado dos estudantes, que, recorde-se, deixou o nosso país um pouco antes do Natal e não mais voltou.

De acordo com Manuel Garcés, esta decisão só trará tranquilidade à família do polémico jogador. «Aqui, ele só tem problemas, o melhor é que vá tratar do assunto com a Académica para que possa ser contratado por outro clube, se ele já não quiser continuar em Portugal», afirmou.

Da parte da Académica, o tempo é de expectativa, já que o atleta é há muito aguardado em Coimbra. Quando chegar, enfrentar um processo disciplinar sendo certo que o clube não tem mais interesse em contar com ele, pelo que a solução passará pela venda dos seus direitos desportivos, detidos pela Briosa em cinquenta por cento.