«Era algo que já perseguia há algum tempo e para o qual vinha a trabalhar diariamente. Felizmente aconteceu. Espero poder fazer mais e assim ajudar a equipa», refere o jogador da Briosa, cada vez mais convencido que tomou a atitude correcta ao trocar de clube a meio da temporada: «Meia época praticamente sem oportunidades para jogar é muito complicado. Em Coimbra fui muito bem recebido, quer no clube, quer na cidade.»

Apesar de ter contrato com o Sporting, Carlos Saleiro sabe que o seu futuro poderá não passar por Alvalade e, por isso mesmo, deixa transparecer que não se importava de continuar de losango ao peito quando o empréstimo terminar, no final da época: «O Sporting, não escondo, é a minha prioridade mas, se não contarem comigo, e me quiserem aqui, por que não?»

Quatro regressos no treino

Enquanto o próximo compromisso dos estudantes, agendado para sexta-feira, dia 3 de Abril, na abertura da 23ª jornada, frente ao Belenenses, ainda está longe, Domingos Paciência vai preparando a equipa com o intuito de conquistar os três pontos que poderão selar a manutenção.

No treino desta terça-feira, Pedro Costa, Luiz Nunes e Cris já se treinaram sem limitações, enquanto Carlos Saleiro e Nuno Piloto voltaram a fazer trabalho específico com vista à recuperação das respectivas lesões. Já Tiero, a contas com uma microrrotura, continua apenas a fazer tratamento e ginásio, sendo difícil que recupere para a partida.

Quem também voltou aos treinos foi Pedro Roma, depois de ter estado alguns dias em Inglaterra, a tratar de assuntos relacionados com o departamento de formação.

Na sexta-feira, pelas 16 horas, há jogo-treino no Estádio Cidade de Coimbra, com o Sp. Covilhã (Liga de Honra), num encontro em que Domingos poderá, além de testar a estratégia para o Belenenses, ver em acção o jovem Sarmento, que foi emprestado aos serranos em Janeiro.