«Perante estes números há pouco a dizer, mas é de realçar que tivemos a primeira oportunidade. Não fizemos e quando assim é sofre-se. A partir daí a história estava feia. Na segunda parte tentámos inverter, mas não conseguimos e sofremos mais um. Acho que o que tem acontecido se deve à falta de confiança e aos erros individuais. Temos de ter confiança para impor o nosso jogo e alcançar a vitória já no próximo jogo. O empenho tem sido máximo.»