«Foi uma vitória muito importante, é sempre difícil jogar na Madeira e eles têm uma equipa muito forte. Conseguimos ficar em vantagem e gerir esse facto. Infelizmente ainda sofremos um golo, mas acabámos por sair com a vitória», começou por destacar ainda no Funchal.

O avançado assinou o primeiro golo, antes de Raul Meireles aumentar a vantagem ainda na primeira parte. «O golo é fruto do trabalho. Acredito sempre nas minhas capacidades, continuei sempre a trabalhar e com a ajuda dos companheiros e da comissão técnica, damos sequência ao trabalho que fazemos ao longo da semana. Espero manter esta maré boa para ajudar o Porto a conseguir os seus objectivos e prosseguir na senda das vitórias», acrescentou.

Depois de marcar em todos os jogos nas últimas quatro rondas, Adriano quer manter a sequência e marcar também ao Sporting no próximo sábado. «Frente ao Sporting, se jogar, sei que terei de trabalhar muito no jogo para, se surgirem oportunidades, poder dizer presente. Temos de trabalhar forte durante a semana, para jogarmos concentrados frente ao Sporting, que é uma equipa grande e também quer ganhar», comentou.

O avançado tinha marcado na primeira jornada, mas depois passou por um longo jejum devido a uma lesão que o afastou da equipa. Esteve para sair em Janeiro, mas fez finca-pé, acabando por recuperar a titularidade e a veia goleadora. O avançado prefere, no entanto, não avançar com uma fasquia de golos até ao final da temporada. «Não posso prometer metas de golos. Isso tem de ficar de lado. No começo da temporada falou-se muito que poderia fazer vinte golos e aconteceu uma lesão, isso prejudicou o andamento da minha continuidade como titular no Porto. Agora é continuar a trabalhar poder responder de forma positiva e marcar mais golos, ajudando o Porto a sagrar-se campeão», referiu.