Calderón continuou o seu raciocínio: «Algumas vezes é uma questão de dinheiro, mas se a proposta for convincente é possível chegar a um acordo.» O ex-presidente do Real assegurou que «o mais importante é saber onde é que o Rooney quer jogar», mas adiantou que a verba que teria que ser gasta pode ser um entrave. «Não sei se é possível o Real gastar outra vez 80 ou 100 milhões de euros. A ser possível, o Manchester teria de vender o jogador», acrescentou.

Em relação à contratação do português Cristiano Ronaldo, Calderón não tem muitas dúvidas: «Foi uma boa contratação. É um dos melhores e é um verdadeiro profissional, que está a fazer um grande trabalho.»