«Acho que nenhum treinador ou jogador pode encarar nenhum jogo sem ser com ambição, motivação, vontade e confiança de querer vencer. A Arábia Saudita nunca ganhou no Irão, mas alguma vez será a primeira», disse o técnico à agência Lusa. «Um resultado negativo contra o Irão criará ainda mais problemas do que aqueles que neste momento temos, para a qualificação para o Mundial2010», acrescentou.

Peseiro iniciou funções há pouco tempo, mas ainda assim acredita que «há uma motivação e uma ambição que se retomou, ou pelo menos recuperou em parte».

As contas não são fáceis: após quatro jornadas, o Grupo 2 de qualificação asiática para o Mundial2010 é liderado pela Coreia do Sul, com oito pontos, seguida por Coreia do Norte (sete), Irão (seis), Arábia Saudita (quatro) e Emirados Árabes Unidos (um). «A surpresa é a Coreia do Norte, que, à partida, era a selecção com menos possibilidades. Está em segundo lugar e inclusivamente ganhou à Arábia Saudita», explica Peseiro.

Embora a Arábia Saudita tenha marcado presença nos quatro últimos Mundiais, o técnico português realça que, do actual grupo, só dois jogadores estiveram em duas dessas edições, e quatro ou cinco estiveram na Alemanha, em 2006. «É uma equipa que está a ser renovada, por isso mesmo, não tem, se calhar, a experiência que as outras tinham, mas tem qualidade», defendeu.