O presidente da Liga de Clubes passou pelo Fórum de Treinador, em Gondomar, e em conversa com os jornalistas abordou o ato de violência do jogador do Canelas 2010 para com o árbitro da partida frente ao Rio Tinto.

Pedro Proença afirmou serem necessárias «medidas drásticas» para este tipo de incidentes que nada «refletem a qualidade do futebol em Portugal». O dirigente aproveitou também para deixar uma palavra de apoio a José Rodrigues, o árbitro agredido.

 

«Quero deixar uma palavra de registo às equipas da arbitragem que são heróis nestas circunstâncias. O que não nos mata, torna-nos mais fortes e sei que ele será muito mais árbitro no futuro», afirmou.

O presidente da Liga de Clubes, em relação ao que resta do campeonato, afirmou que se avizinham sete jogos de «emotividade imensa». Equipas a aplicarem-se a fundo, com jogadores, treinadores e equipas de arbitragem a proporcionarem um espetáculo único. É isto que anima o futebol», salientou.