«Um acordo foi alcançado com mais do que um clube esta semana, mas como o Arsenal não conseguiu assegurar os serviços de outro avançado, eles reservaram o direito de não aprovar qualquer acordo a ser concluído», disse Bendtener no comunicado publicado no site do International Footbal Management.

O jogador acrescentou que o próprio ficou «desapontado» por querer iniciar uma nova fase, num clube novo da Premier League. Ainda assim Bendtner, criticado por nunca se ter assumido verdadeiramente nos Gunners garante: «Ainda sinto muita força em relação ao Arsenal e depois de conversas positivas com o treinador (Arsène Wenger), estou ansioso por trabalhar duro para recuperar a forma física e dar o meu melhor para ajudar a equipa e o treinador, de forma a atingir os nossos objetivos e ambições esta época».

A fechar, o avançado deixou uma mensagem de confiança aos adeptos do Arsenal: «quero assegurar a todos os adeptos do Arsenal, que irei dar tudo o que tenho para contribuir, para o que acredito que vai ser um temporada de sucesso».