Num estádio interdito a mulheres, os dois velhos conhecidos abraçaram-se no princípio e no final de um duelo muito morno no relvado. Nelo Vingada e Toni chegaram a trabalhar juntos em 1991, numa equipa técnica da Selecção Nacional comandada por Toni. Agora, ganham a vida no Médio Oriente.

Nelo Vingada trabalha no Irão e Toni está nos Emiratos Árabes Unidos. Curiosamente, os dois técnicos já se haviam defrontado há alguns no Egipto. Vingada estava, então, no Zamalek e perdeu uma supertaça para o Al-Ahly de Toni.

Neste reencontro, Nelo Vingada viu os seus jogadores resolverem o jogo em sete minutos. Karimi marcou aos 27 minutos o primeiro golo, Nikbakht fez o segundo logo a seguir e aos 34 Norouzi elevou a contagem para 3-0. Na segunda metade, um golo para a equipa de Toni, apontado por Darweesh aos 54.