O médio do Milan, de 33 anos, partilhava o recorde com o antigo defesa Bobby Moore, capitão da equipa campeã do mundo em 1966. O antigo guarda-redes Peter Shilton, de 59 anos, é o jogador com mais internacionalizações, ou seja, 125.

Fabio Capello apostou em algumas caras novas de início, casos de Emile Heskey, avançado do Aston Villa, e do extremo Aaron Lennon, este último ausente dos trabalhos da selecção há cerca de dois anos. Logo aos sete minutos, Heskey inaugurou o marcador (não marcava desde Maio de 2003 pelos Three lions), mas o azar bateu à porta pouco depois, saindo lesionado aos 17 minutos.

David Beckham, que saiu do banco aos 46 minutos, substituindo Aaron Lennon, foi fundamental para o resultado folgado que a Inglaterra viria a conquistar na recta final, assistindo brilhantemente Wayne Rooney para o segundo golo dos anfitriões, aos 70 minutos. Aos 82, Frank Lampard, na marcação de um livre directo assinou o terceiro, enquanto o avançado do Manchester United bisou já em período de descontos.

A Inglaterra recebe a Ucrânia no próximo dia 1 de Abril, em Wembley, em jogo do grupo 6, de qualificação para o Campeonato do Mundo da África do Sul. A formação inglesa lidera com 12 pontos em quatro jogos, mais cinco que a Croácia e a Ucrânia, ainda que o adversário de quarta-feira tenha menos um jogo.