Devido a «dificuldades financeiras inultrapassáveis», o clube decidiu acabar com o futebol e cessar por completo a actividade. O anúncio foi feito esta sexta-feira à comunicação social belga.

«Todos os dirigentes estão resignados. No próximo dia 27 de Junho, será proposta a anulação da inscrição na federação belga de futebol», explicou o vice-presidente do clube da Valónia, Olivier Michel.

O passivo do clube belga ronda os três milhões de euros, um valor de luxo, se comparado com alguns clubes portugueses. No entanto, a direcção considera não haver condições para que o clube prossiga a sua actividade.

No duelo com o Benfica, o La Louvière empatou a uma bola na primeira-mão (realizada em Charleroi, num estádio maior do que o do clube agora falido) e perdeu depois 1-0 no Estádio do Bessa, pois na altura o Estádio da Luz estava em obras.