Foi no Boavista que Petit se formou e de lá que se transferiu para o Benfica. Foi também no emblema do Bessa que o médio se sagrou pela primeira vez campeão nacional e chegou à selecção. Por isso, foi «com grande tristeza» que Petit recebeu as notícias de que o clube podia acabar e que poderá descer de divisão.
«Estive lá perto de 20 anos e cresci lá como jogador e como homem», começou por dizer, admitindo, um pouco resignado: «É o futebol, mas espero que resolvam as coisas pelo melhor.» Petit conta também que se emocionou quando ouviu as más novas do Bessa: «Vieram-me as lágrimas aos olhos, pois é um clube em que estive dos 6 aos 25 anos. É triste, mas espero que as pessoas competentes possam resolver as coisas o mais rápido possível.»
Por fim, uma declaração de esperança. «Não temo o fim do Boavista, pois tem força e pessoas que podem resolver, apesar de não ser fácil a nível financeiro. É uma grande instituição do futebol português», concluiu.