Concluída a fase inicial da sessão, o internacional brasileiro retomou o trabalho individual. Em todo o caso, este é um sinal de que está quase debelada a lesão muscular sofrida ao serviço do «escrete», e que o tem afastado dos últimos jogos.

Ausente da sessão esteve Miguel Vitor, que esteve integrado no estádio da selecção sub-21. Moretto continua a trabalhar condicionado, sem esquecer Suazo, para quem a época já terminou, depois de uma operação ao joelho.

Os juniores Ivanir, Pedro Eugénio e Roderick voltaram a trabalhar às ordens de Quique Flores.