O treinador do Penafiel, Miguel Leal, usou uma analogia para abordar a partida com o Benfica, que defronta nos quartos de final da Taça de Portugal. «Vamos preparar o nosso Fiat Punto com máximo cuidado», disse o técnico.

«À partida, o Benfica parte à frente», disse Miguel Leal. «Nas retas vai ganhar alguma distância mas nós, nas curvas e nos atalhos, vamos tentar encurtar essas distâncias», acrescentou o técnico. 

Leal completou a ideia a seguir: «Vamos preparar o nosso Fiat Punto com o máximo de cuidado e vamos quitar o carro para responder às exigências que o jogo possa apresentar», declarou, citado pela Lusa.

«Apesar de sabermos o valor do adversário, ambicionamos seguir em frente. Vamos encarar este jogo com mais rigor e com outra estratégia do que fizemos na Taça da Liga, vamos explorar as nossas armas ao máximo», sublinhou.

As condições metereológicas para a partida não se avizinham ideais e preocupam o líder dos penafidelenses. 

«Esta ventania não favorece ninguém, não beneficia o espetáculo, se estiver só a chover o campo porta-se mais ou menos bem, mas com vento e chuva forte será mais difícil», destacou Miguel Leal. 

«Não sei a quem pode favorecer. Serão dificuldades maiores para ambas as equipas», afirmou ainda.

A concluir, o treinador lembrou que o Penafiel tem «personalidade», mas chega a este encontro «com muitos jogos nas pernas», já que «em 30 dias fez 10 jogos».