Os encarnados chegaram ao intervalo a perder, por 1-3, tendo sofrido o primeiro golo, aos 18 minutos, depois de Kapetanos beneficiar de um ressalto ao rematar contra o corpo de Léo. À segunda o avançado não falhou e colocou a equipa da casa em vantagem, apesar de, nesta fase, o Benfica tentar controlar a posse de bola, sem conseguir criar perigo junto da baliza de Sorrentino.

Quatro minutos após a inauguração do marcador, Liberopoulos fez o 2-0, embora o capitão estivesse em fora-de-jogo. O 3-0 surgiu numa situação de contra-ataque, com Panagiotis a realizar um lançamento longo para Kapetanos, que deixou para trás Luisão e Ricardo Rocha.

O meio-campo encarnado mostrou ter dificuldades na transição para o ataque e esbarrou contra a muralha montada pelo conjunto de Atenas. Manú foi, ainda assim, dos jogadores mais activos na frente. Aliás, foi dos seus pés que saiu o cruzamento para o golo do Benfica, através de Paulo Jorge, aos 44 minutos.

Na segunda metade, mudaram alguns dos intervenientes, mas a qualidade de jogo não subiu. Os gregos, embora sem deslumbrarem, continuaram a mostrar-se mais perigosos. O Benfica não conseguiu mostrar objectividade e ideias para ultrapassar o último reduto da formação de Atenas.

Aos 69 minutos, Fernando Santos tirou Nuno Gomes para colocar Fonseca, que ainda tem poucos dias de treino. O mexicano pouco ou nada mostrou, mas não se podia esperar mais, dadas as circunstâncias.

O resultado manteve-se inalterável e a má exibição encarnada também. Fernando Santos tem muito trabalho para fazer e muito pouco tempo para emendar as lacunas demonstradas pelos encarnados.

FICHA DE JOGO

Estádio Olímpico Spiros Louis, em Atenas

Árbitro: Giorgos Kasnaferis

AEK ATENAS: Sorrentino, Pautasso, Moras, Cirillo e Georgeas, Emerson, Panagiotis, Ivic e Júlio César, Liberopoulos e Kapetanos.

Jogaram ainda: Kiriakidis, Tziortzopoulos, Pliatsikas, Hetermaj, Bourbos, Papastathopoulos, Tozser.

Disciplina: cartão amarelo a Georgeas

Treinador: Serra Ferrer

BENFICA: Quim, Nélson, Luisão, Ricardo Rocha, Léo, Petit, Katsouranis, Rui Costa, Karagounis, Nuno Gomes e Manú.

Jogaram ainda: Alcides, Anderson, Diego, Nuno Assis, Kikin Fonseca e Paulo Jorge.

Disciplina: cartões amarelos a Léo e Nélson

Treinador: Fernando Santos

Ao intervalo: 3-1 (Kapetanos, aos 18 e 39m; Liberopoulos, aos 22m; Paulo Jorge, aos 44m)

FINAL: 3-1