Rui Costa acabou por ser muito solicitado, mas foram só os três jogadores a responder às perguntas dos jovens estudantes. O primeiro «jornalista de palmo e meio» quis logo saber qual tinha sido a sensação de vestir a camisola do Benfica. «Foi um momento de grande orgulho. Era um sonho que tinha desde criança. Lembro-me perfeitamente. Continua a ser um orgulho, sempre que visto a camisola do maior clube português», respondeu Nuno Gomes.

Ricardinho confessou ter sido uma «alegria enorme», enquanto que Sidnei invocou uma «felicidade imensa». O central brasileiro teve ainda de traçar as diferenças entre o Benfica e o seu antigo clube, o Internacional de Porto Alegre: «O Benfica é um grande clube, com uma torcida maravilhosa. Percebi cedo a sua grandeza. Penso que essa é uma diferença, mas são ambos grandes clubes.»

Nuno Gomes lembrou a sua passagem pelo futebol italiano, no seguimento de outra pergunta. «Depende da vontade de cada jogador (emigrar). Penso que me valorizou. Foi bom para mim», disse o avançado, que teve também de explicar as funções do capitão: «Temos de manter as normal, fazer com que se cumpram as regras, para não haver confusão entre os jogadores.

Terminadas as questões, e no meio de grande agitação, os jogadores tiraram uma foto com as crianças, enquanto acediam aos vários pedidos de autógrafos. Uma tarefa para a qual o próprio Rui Costa não teve mãos a medir. O director desportivo foi mesmo o último a sair, depois de cumprimentar os filhos.