Jorge Jesus, treinador do Benfica, em declarações à Sport TV, analisa o empate com o Hertha (1-1), em Berlim, na primeira mão dos dezasseis-avos da Liga Europa:
«Um empate fora é bom. Podíamos ter feito melhor, mas nos últimos quinze minutos tivemos alguma dificuldade em sair, e preferi proteger o 1-1, em vez de arriscar. O Rúben Amorim estava com alguma dificuldade. O Felipe Menezes também não entrou forte, e por isso procurei defender um resultado que dá uma margem boa para a segunda mão.»
[o Benfica é claramente favorito para o segundo jogo?] «Já o era. Depois deste empate estamos numa posição melhor, mas temos de justificar esse favoritismo dentro do campo.»
[sobre o árbitro] «Falamos muito das arbitragens portuguesas, e tivemos aqui um árbitro sem qualidade para estas duas equipas. Não falo por causa da grande penalidade. Mostrou incapacidade técnica. Dirigiu o jogo com dificuldade, sem sentido prático e sem conhecimento do que se ia passando. Das três equipas, foi a mais fraquinha.»