A discussão está acesa, a hipótese está em aberto: Roberto deve deixar de ser titular na baliza do Benfica. Para o lugar do espanhol há duas opções: Júlio César e Moreira. Os dois guarda-redes já não jogam na liga há muito tempo.

Curiosamente, o mesmo tempo. Porque a última vez em que se colocaram entre os postes foi no mesmo dia, no mesmo estádio, nas mesmas balizas, mas por clubes diferentes. Aconteceu no Benfica-Belenenses, da última ronda da liga 2008/09, era Quique Flores o treinador das águias.

Quim foi totalista na Liga 2009/10. Moreira fez apenas 371 minutos na temporada: titular com o Poltava, na segunda mão do «play-off» da Liga Europa, ainda com o Rio Ave, na Taça da Liga e também nos dois jogos da Taça de Portugal, com o Monsanto e V. Guimarães. Outro dado curioso: Moreira e Júlio César não jogam pelo Benfica desde o mesmo dia: 8 de Abril de 2010.

O guardião brasileiro teve mais minutos que Moreira. O ex-guarda-redes do Belenenses foi o escolhido de Jorge Jesus para defender a baliza nas competições europeias. Júlio César foi titular 14 vezes pelo Benfica, entre jogos da Liga Europa e Taça da Liga.

A última dessas vezes foi em Anfield, estádio do Liverpool, onde o Benfica foi eliminado das provas da UEFA. Nesse encontro, o guardião brasileiro saiu lesionado e deu lugar a Moreira. De Abril até agora, nunca mais jogaram pelos encarnados em provas oficiais. Na liga, não o fazem desde 23 de Maio de 2009. Ao que tudo indica, um deles vai ter a oportunidade de entrar no onze. Pelos números, a vantagem é do brasileiro.