Jorge Jesus, treinador do Benfica, em declarações aos jornalistas após o empate com o Rangers (3-3) para a Liga Europa no Estádio da Luz:

[O excelente entendimento entre Darwin e Waldschmidt]

«Estão a conhecer-se cada vez mais. [Agora] Só se podem conhecer pelos movimentos do jogo, porque a falar não dá. Um não fala português nem castelhano [risos]. Só se conhecem pelo gesto técnico do jogo, mas a verdade é que já se conhecem muito bem. Estas assistências do Luca Waldschmidt para ele são uma demonstração de que esta dupla vai melhorar e vai ser cada vez mais perigosa.»

[Sobre as poupanças efetuadas neste jogo. Quatro alterações em comparação com o jogo diante do Boavista no Bessa, em especial as saídas de Darwin e Waldschmidt]

«Eles precisavam de algum descanso, porque tinham feito cinco jogos consecutivos de três em três dias. Senti que podiam estar bem no jogo, mas que não tinham tempo para recuperar para o jogo do Sp. Braga.

Dei algum descanso a quatro jogadores, que pensava sempre pô-los no jogo, em função do resultado. Às vezes pensamos uma coisa e dá errada. Hoje não deu errado porque acabaram por entrar e mudar o jogo. Tenho a certeza de que no jogo com o Sp. Braga estão soltinhos e que nem uma bala.»