Francisco Ferro completa esta quinta-feira 23 anos, celebrados de forma bastante diferente do que teria imaginado: em isolamento social.

«Pensava que ia poder festejar de outra maneira: ir jantar a algum lado, mas infelizmente não estamos na melhor condição para isso. Graças a Deus, eu e a minha namorada estamos em casa com saúde e os cães também acabam por nos alegrar um bocadinho. Vai ser diferente mas muito feliz na mesma», disse em declarações à Sport TV.

O defesa do Benfica falou ainda do novo dia a dia forçado pela pandemia do novo coronavírus e de como procura manter parte das rotinas de antigamente. «Tento não me desleixar. Tento levantar-me à mesma hora como se fosse treinar, fazer o treino de manhã e as refeições às horas certas para não me desleixar», frisou, assumindo ter saudades de estar com os colegas.

«Viver todos os dias no balneário com eles, a brincar, a treinar e a puxar uns pelos outros. É diferente de estar em casa. Acaba por ser a minha namorada a puxar por mim e eu por ela, para nos podermos manter bem fisicamente. Mas claro que faz falta: o ambiente não tem nada a ver. Vamos procurando manter o contacto entre todos, mas já sentimos falta», disse.

Ferro falou ainda sobre a distância da família, em Oliveira de Azeméis, não muito longe de Ovar, concelho que foi isolado dos restantes na semana passada. «Estamos mais preocupados a nível da saúde, para saber como eles estão e se não têm sintomas. Preocupo-me sempre, mas agora há uma preocupação especial. Sabemos que na zona de Ovar e mesmo em Oliveira de Azeméis, tem havido casos, mas graças a Deus estão bem e espero que assim continue», rematou.