Paulo Bento continua no seu período de «descanso» e recusa assumir o papel de comentador em relação às muitas notícias que envolvem o seu nome e falam no seu futuro neste ou naquele clube. Mas o antigo treinador do Sporting continua atento ao que se passa na Liga e, no decorrer de uma acção de incentivo ao desporto escolar, fez uma análise à ponta final do campeonato, distinguindo o Benfica como «um justo campeão», sem deixar de realçar «o grande campeonato do Braga». Pelo meio, fez uma antevisão ao clássico do próximo fim-de-semana no Dragão.

Veja o vídeo

O treinador cessou funções no Sporting a 6 de Novembro e, na altura, anunciou um período de interregno até à próxima época. Com a temporada a chegar ao fim, começam a circular notícias de mercado, mas Paulo Bento fecha-se em copas. «Não sei se vou treinar ou não, é uma situação em que, quando houver alguma decisão, vocês [jornalistas] saberão. Não vou estar a comentar o que são interesses ou propostas senão não fazia outra coisa. No mesmo dia conseguiram colocar-me no F.C. Porto e na Grécia. É impossível estar nos dois lados. Se fosse comentar tudo, em vez de estar de descanso, estava como comentador», começou pode destacar em declarações à TVI, depois de uma acção na Escola Secundária de Alcabideche em que se fez de acompanhar por Ricardo Peres, seu antigo adjunto no Sporting.

Os três grandes terminaram a temporada com treinadores portugueses e o Sporting, com o anúncio de Paulo Sérgio, vai manter a mesma política que, para Paulo Bento, não é novidade. «Não vou focalizar a questão do Sporting, o que me parece é que essa tendência não é de agora. Se olharmos para a década de noventa conseguimos encontrar Artur Jorge, Oliveira e Fernando Santos no F.C. Porto. No Sporting, nessa década, também teve treinadores portugueses», referiu.

Quanto ao campeonato que está a acabar, Paulo Bento não acredita que haja alterações entre os quatro primeiros classificados. «Foi um bom campeonato com duas equipas mais regulares. Se me perguntarem hoje se a classificaçã0o vai fiar assim alinhada com os quatro primeiros, acho que sim. O Benfica foi a equipa mais regular, uma equipa que apresentou uma qualidade de jogo muito boa, teve ao longo destes anos um forte investimento e isso vai dar resultados no final da época. Depois temos de realçar o grande campeonato que o Braga fez, o excelente trabalho que foi feito por Domingos, pelos jogadores e, naturalmente, pelas escolhas dos seus directores. Se o Benfica vai ser um justo campeão, também é de realçar o grande campeonato que o Braga está a realizar», destacou.

E o clássico? «Tudo pode acontecer»

Uma Liga que pode ficar decidida já no próximo domingo no clássico do Dragão. «É o jogo que pode decidir o campeão. O Benfica joga com dois resultados possíveis, não é necessário ganhar num estádio em que é sempre complicado jogar contra uma boa equipa que teve ao longo do ano alguns problemas e que não vai ter o seu melhor marcador [Falcao], mas que pode levar a decisão do campeonato para a última jornada. Pela valia das duas equipas, tudo pode acontecer», comentou.

Ainda no decorrer da sessão com os alunos, Paulo Bento elegeu os dois jogos com o Bayern Munique (1-12) como o seu pior momento no Sporting e considerou que o melhor ainda estava para vir. Quanto à última temporada, o treinador diz que o que falhou foi a sua preparação. «Houve factores que levaram a que não fizéssemos o planeamento mais desejado. Enquanto nos outros anos tivemos seis semanas para preparar o primeiro jogo, este ano tivemos quatro. Não havia muitos jogadores, nem tempo para recuperar entre os jogos. Prova disso é a forma como a equipa se apresentou nos jogos com a Fiorentina e com o Twente», destacou.