À beira de cumprir o último jogo no comando técnico do Benfica – na final da Taça de Portugal deste sábado, frente ao FC Porto –, Nélson Veríssimo não se mostra preocupado com o futuro.

Em conferência de imprensa, o treinador de 43 anos garante que o seu foco está apenas nessa partida, que se disputará em Coimbra.

«O meu futuro é aquilo que menos me preocupa, o que me tem orientado é preparar a equipa para ganhar. Chegámos aqui ao último jogo da época, está em disputa um título importante e o foco está aí», afirmou, aos jornalistas.

Veríssimo orientou as águias nos últimos cinco jogos e conseguiu recuperar algum do fulgor que a equipa tinha perdido com Bruno Lage. O segredo, voltou a frisar, está na eficácia.

Já falei sobre isso, a maior diferença foi na eficácia que tivemos nos últimos cinco jogos e que não tivemos anteriormente. Nos últimos jogos conseguimos melhorar a eficácia e os resultados foram aparecendo.»

O treinador rejeita qualquer tipo de vingança para este jogo, depois de duas derrotas consecutivas frente ao FC Porto: «A palavra de ordem não pode ser vingança, da minha experiência, se formos por esse caminho temos mais a perder do que a ganhar. A palavra de ordem é vencer.»