«Não tem que ser um factor importante para nós. Não vivo com o mal dos outros, não desejo o mal dos outros para poder alcançar os nosso objectivos», afirmou Paulo Bento em conferência de imprensa, aproveitando para se solidarizar com o capitão portista: «Lamento a lesão de qualquer jogador e neste caso concreto a lesão do Lucho.»

«Se vai dificultar a tarefa do F.C. Porto não sei. Aquilo que seguramente não simplifica é a nossa tarefa, temos de ser nós a simplificá-la, a construir o nosso sucesso, e não esperar por ajudas externas para construir o nosso sucesso», defende depois o técnico.

«O Sporting o que tem de fazer é pensar nos jogos que tem para realizar e saber, todos, neste caso os jogadores, que se temos ilusão de chegar ao primeiro lugar também temos que ter respeito, porque os que estão em terceiro ainda podem chegar ao segundo. Se fizermos o nosso trabalho, aquilo que temos está garantido. É a única forma de podermos ir à procura do que pretendemos como primeiro objectivo», afirmou depois o treinador do Sporting, insistindo naquele que foi o principal argumento da conferência de antevisão do V. Guimarães.