O Tribunal do Trabalho do Porto condenou o Boavista a pagar uma verba ao actual jogador do Hapoel Haifa (Israel), mas a dívida não terá sido saldada, pelo que o emblema «axadrezado», actualmente na II Divisão, fica impedido de registar novos contratos.