O Borussia Dortmund foi a Praga vencer o Slavia por 2-0, com um «bis» de Achraf Hakimi, assumindo a liderança do Grupo F depois de ter cedido um empate, em casa, diante do Barcelona na primeira ronda. A equipa de Raphael Guerreiro, titular no lado esquerdo da defesa, vai agora aguardar pelo desfecho da visita do Inter Milão ao Camp Nou para fazer contas ao grupo antes de visitar Milão na próxima ronda.

Confira a FICHA DO JOGO

Começamos por dizer, com todas as letras, que o resultado é mentiroso. Não pela justiça do vencedor, mas porque foi um jogo aberto, com muitas oportunidades nas duas balizas e os dois golos dos alemães não traduzem isso.

Com um grande ambiente nas bancadas do Eden Arena, os jogadores corresponderam no relvado com grande entrega, numa partida que começou com intensidade, com parada e resposta. A equipa da casa até podia ter marcado primeiro, sentiu-se à vontade, subiu no terreno e acabou por pagar caro por isso.

Depois de uma perda de bola no lado esquerdo do ataque, os checos foram surpreendidos por uma arrancada imparável de Achraf Hakimi aos 35 minutos. O internacional marroquino arrancou junto à linha, sobre a direita, ganhou terreno com uma série de tabelinhas, invadiu a área, tirou um defesa da frente, contornou o guarda-redes e atirou a contar com o pé esquerdo.

O intervalo chegou com um sabor de injustiça para a equipa da casa que merecia, pelo menos, um golo, mas a verdade é que o Dortmund pareceu sempre mais equilibrado.

A segunda parte não foi muito diferente. O Slavia arriscou um pouco mais, à procura do empate, sempre seguro na defesa, mas já com o jogo a acabar, aos 89 minutos, voltou a deixar escapar Hakimi e o marroquino, desta vez do lado contrário, voltou a não perdoar. 2-0 para o Dortmund.