Com dois pontos de vantagem, os nacionalistas jogam em casa e querem aumentar a diferença pontual sobre o rival e adversário directo na luta pela Europa. Continuando a treinar à porta fechada e sem lesionados, Manuel Machado e os seus pupilos preparam com afinco um jogo onde querem o triunfo mas sem falar em vinganças.

«Não se fala em vingança até porque o campeonato não se resume aos jogos com o Marítimo. Poderíamos vencer os dois jogos com eles e perder os restantes, não valendo de nada as duas vitórias. O importante é vencer, pois jogamos em casa. A ilha vive este momento, mas nós, jogadores, estamos tranquilos», afirmou Bracalli.

Sobre o facto de este jogo ser ou não decisivo na luta por um lugar Europeu, o guarda-redes foi claro: «Braga e Leixões têm jogos difíceis como nós, que vamos defrontar um adversário directo. Desde que não percamos o jogo, vamos sempre continuar na luta por um lugar europeu».

A derrota em Setúbal já é passado para este pupilo de Manuel Machado: «Ninguém se sente pressionado, embora reconhecendo que em Setúbal não estivemos bem, perante uma equipa que teve uma noite inspirada. Já é passado e vamos agora tentar jogar melhor e ganhar ao Marítimo». Bracalli não concorda que frente aos sadinos, algumas ausências possam ter custado a derrota: «Para o nós o grupo tem 25 aptos a jogar e o treinador escolhe os melhores para cada jogo. Não é por um ou dois não terem jogado como vocês dizem que o mister os poupou, que o Nacional não ganhou. Foram os 11 que estiveram em campo que não conseguiram melhor.

Adversário motivado e coeso

O Marítimo tem um novo técnico. E Bracalli mostrou-se bem informado em relação a Carlos Carvalhal. «Toda a mudança de comando trás uma motivação. O Carlos Carvalhal tem conseguido bons resultados em outras equipas e se havia dúvida em relação ao trabalho do anterior técnico e agora deve haver mais confiança no grupo. Mas aqui também estamos muito confiantes e queremos conquistar mais três pontos», disse.

Em relação aos verde-rubros, o guarda-redes considera que «o Marítimo é uma equipa muito coesa, com alguns destaques individuais do meio campo para a frente, como o Marcinho e os dois avançados que tem muitos golos no campeonato. É uma equipa equilibrado e experiente, sabendo o que quer».

E quanto a prognósticos para este derbi, Bracalli foi directo: «A vitória por 1-0 já está óptimo pois é sobre um adversário directo e somamos mais três pontos na classificação»

Trio em risco no derbi

Manuel Machado tem todo o plantel às suas ordens, já que até o jovem Pavlovic já treina após alguns meses de recuperação. Assim, para o derbi, o Nacional pode apresentar-se na sua máxima força. Neste jogo com os verde-rubros, há três jogadores que estão em risco para a próxima jornada: Patacas (já vai na segunda série de ¿amarelos¿, Maicon e Luís Alberto que o técnico alvinegro poupou na deslocação a Setúbal. Em termos de treinos, os nacionalistas voltam a treinar à porta fechada neste sábado, às 19h30.