O médio do Chelsea foi o primeiro a apresentar-se na concentração da seleção do Brasil, no início dos trabalhos de preparação para o duplo compromisso com Austrália (7 de setembro, em Brasília) e Portugal (10 de setembro, em Boston, EUA).

O volante do Chelsea chegou ao hotel, em Brasília, por volta das 11.30h locais.

Escaldado com a polémica, Ramires quis ser prudente e terá mostrado, com esta apresentação mais do que a horas, um sinal de prudência. O jogador já deixou claro que não trocou o escrete por um jantar com a mulher e amigos.

Quando divulgou a lista de jogadores para estes dois jogos, Felipão afirmou que o caso está ultrapassado e que quem faz a convocatória é ele e não o presidente da CBF, José Maria Marin. «Ele (Ramires) tem jogado no seu clube e tem sido observado. A seleção está em primeiro lugar. A situação (pedido de dispensa) já foi explicada. Vai ter oportunidade para conviver connosco e vamos conversa».