Renato Gaúcho, técnico do Grémio, adversário do Flamengo nas meias finais da Taça Libertadores voltou a falar sobre Jorge Jesus num misto de elogios e questões sobre o currículo do treinador português.

Depois de há dias ter dito que o técnico português «nunca conquistou nada e tem 65 anos», o treinador brasileiro voltou a falar nessa questão. «Muita gente interpreta mal uma palavra ou outra minha, como quando eu falei da idade dele. Nunca vou menosprezar uma pessoa por causa da idade. Eu só fico curioso, pelo trabalho maravilhoso que ele vem fazendo no Flamengo - mas aí é que entram os 65 anos dele - por eu nunca ter ouvido o nome dele e por ele nunca ter treinado uma grande equipa da Europa, e nunca ter saído de Portugal», afirmou Renato Gaúcho em conferência de imprensa.

«Quando saiu, foi para a Arábia. Então isso que me surpreende. Pela capacidade dele como treinador, e o currículo dele. Ele tem dois, três ou quatro títulos, somente em Portugal», frisou.

 

«Jesus tem feito um trabalho maravilhoso, tem uma seleção nas mãos, sim. Mas não adianta nada ter uma seleção, se não for capacitado para treinar essa seleção. Eu inclusive digo aos meus jogadores aqui: Se a seleção brasileira e fizer um amigável contra o Flamengo, é jogo duro», elogiou, focando-se então na Libertadores.

«Está de parabéns a direção do Flamengo, pois pensou grande, teve dinheiro, gastou e trouxe jogadores, como muitos clubes da Europa fazem. E como também está a direção do Grêmio. Pois está numa meia final da Libertadores, contra o Flamengo com esse dinheiro todo.»

LEIA MAIS: todas as notícias do Flamengo

«São dois grandes clubes, duas grandes torcidas. Eu acho que o trabalho tanto do Jesus, como o meu, é muito bom. Agora quem vai passar, eu não sei. O Flamengo é o favorito por tudo isso. Vai passar? Aí eu já não sei dizer, vamos ter 180 minutos», lembrou.