«A nossa equipa, com a qualidade de jogo que tem, não podemos temer nenhum adversário. Já jogámos contra a Nigéria, Gana, Tunísia, Camarões, Mali, África do Sul, Marrocos», observou em declarações aos jornalistas no aeroporto, admitindo que a equipa é mais forte em casa, mas também já mostrou que pode conseguir bons resultados fora: «Em casa dos nos nove jogos que realizámos ganhámos oito, somos fortíssismos em casa. Fora já ganhámos a Angola, agora na Tunísia, não perdemos com Portugal.»

«O país está contente com a nossa qualificação para o play-off, vamos passo a passo, tranquilos, humildes como sempre. Vamos trabalhar para conseguir a qualificação, só conseguimos o play-off», prossegue o técnico.

Cabo Verde fica a conhecer na próxima segunda-feira o adversário do play-off, para o qual pode partir como cabeça de série, segundo avança a Reuters. Camarões, Etiópia, Costa do Marfim, Gana, Burkina Faso, Nigéria, Egito, Argélia e Senegal são as outros equipas na luta pelos cinco lugares de África para o Mundial 2014.

Se se apurar, Cabo Verde será o país menos populoso de sempre na fase final de um Mundial 2014. O recorde é de Trindade e Tobago, com 1.3 milhões de habitantes, Cabo Verde tem menos de meio milhão.