renunciou à selecção inglesa para evitar John Terry

«A porta está sempre aberta para Wayne Bridge, se ele quiser voltar. Não só para ele, mas para todos os jogadores. Estamos a acompanhar todos», garantiu o seleccionador de Inglaterra, que, face à «indisponibilidade» do lateral esquerdo do Manchester City associada à lesão de Ashley Cole (Chelsea), foi forçado a chamar Stephen Warnock (Aston Villa) e Leighton Baines (Everton) para o particular desta quarta-feira, em Wembley, com o Egipto.

«É um problema particular e não meu», disse, ainda, o técnico italiano, sobre o caso Terry-Bridge, que conheceu novos contornos no último sábado, quando o lateral deixou Terry de mão estendida antes do Chelsea-Man. City.