Carlos Cardoso, treinador do V. Setúbal, depois da pesada derrota diante do Benfica (0-4), no Estádio do Bonfim, em jogo da 25ª jornada da Liga:

«Entrámos bem, o jogo esteva repartido até ao primeiro golo. A partir daí o Benfica tomou conta do jogo e o Vitória foi-se abaixo e nunca mais foi a mesma equipa. Há que dar os parabéns ao Benfica e aos jogadores do Vitória que, sem jogarem bem, nunca baixaram os braços. Temos mais uns jogos para vencer e não atiramos a toalha ao chão como nunca atirámos e vamos fazer tudo para que o Vitória se mantenha na I Liga».

O treinador lançou depois um apelo dramático para que salvem do Vitória da difícil situação em que se encontra, sem direcção e com salários em atraso.

«Na minha terra há um ditado antigo que diz assim: ¿Uns comem os figos, aos outros rebenta-lhes a boca¿. É o que estou a sentir. Alguém comeu os figos e a mim está-me a rebentar a boca. Peço aos antigos dirigentes ou aos que estão de saída que não deixem cair o Vitória. Está a tornar-se penosa a sobrevivência deste clube, mesmo nos jogos que temos para fazer até final da Liga, Apoiem o clube, apoiem-se uns ao outros e colaborem para o que o Vitória consiga viver no meio desta tragédia em que está envolvido».