«Já disse que foi uma igualdade feliz. Situo este jogo em dois planos: o da dificuldade do jogo, pela forma como o Rio Ave jogou, com agressividade positiva. Estávamos à espera dessas dificuldades, aliadas ao terreno difícil e algum vento. A nossa equipa teve muitas dificuldades, mas tenho de registar o labor dos meus jogadores, que as perceberam. Também tiveram o seu momento, em que o Babá tem uma ocasião para fazer o golo. Aí já estávamos um pouco a começar a dominar, só que sofremos o golo logo a seguir. Acreditámos e chegámos ao empate; noutro plano, este foi um empate muito feliz, em função do Rio Ave não deixar jogar o Marítimo, que é uma equipa tecnicista e que com muito mérito do Rio Ave e também por alguns processos não estarem assimilados, teve dificuldades em jogar aqui. Em função disto, estou satisfeito pelo empate.»