«Temos de pensar jogo a jogo. Este vai ser complicado, mas bonito de se jogar. Vai estar tudo ao mais alto nível. Temos de estar concentrados e tentar remar todos para o mesmo lado e conseguir fazer golos, que é o mais importante», assegurou, em conferência de imprensa no Vélodrome.

No que diz respeito aos pontos fortes do adversário, o futebolista destaca a filosofia de jogo dos franceses: «A equipa do Marselha vale pelo seu todo. Sabe o que faz dentro de campo, defende bem, gosta de ter a bola e tem jogadores inteligentes, que decidem. Na primeira mão ficámos a conhece-los ainda melhor e penso que este jogo vai ser diferentes.»

Desse modo, o que é que o Benfica precisa de fazer para ultrapassar os gauleses? «Temos de estar concentrados, estar numa noite boa e sermos mais uma vez uma equipa forte e esperar que a sorte nos sorria», declarou o médio encarnado.

Os jornalistas franceses questionaram Carlos Martins sobre se o Benfica subestimou o Marselha. «Acho que nunca fizemos isso», garantiu o internacional português. «Jogamos contra qualquer equipa, seja ela qual for, sempre com respeito, da parte dos jogadores, equipa técnica e público isso não aconteceu», sublinhou.

O médio benfiquista explica que a presença na sala de imprensa não é uma indicação de que vai ser titular. Carlos Martins respondeu ainda que o «Benfica entra para ganhar em qualquer jogo e para isso é preciso marcar». Ou seja, apesar de esatr em desvantagem na eliminatória, o pensamento não muda. «É mais um jogo em que vamos entrar fortes e confiantes, para passar», concluiu.