Carlos Pereira veio a público avançar com a possibilidade de extinção da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. O presidente do Marítimo considera que poderá ser melhor criar um departamento profissional na Federação.

«As decisões que estão a ser tomadas pela Liga obrigam-me a pensar que, face aos custos inerentes anuais e os aumentos significativos que a Liga tem tido anualmente, vou tomar a iniciativa de arranjar uma comissão para a liquidação da Liga», começou por dizer.

O dirigente salienta o trabalho realizado pela Federação Portuguesa de Futebol: «Com certeza que terá outras condições e, da forma que está a trabalhar, a Federação Portuguesa de Futebol vai abafar completamente, e, antes que todo aquele custo vá sobrar para os clubes, é bom pensarmos atempadamente naquilo que é a extinção da própria Liga.»

«Não faz sentido nenhum haver a Liga contra aquilo que foi uma das expetativas criadas e que eu próprio ajudei a criar, mas o melhor é emendar o erro em vez de persistir nesse mesmo erro. O Marítimo está na linha da frente para alterar o paradigma da Liga e vai também pensar seriamente estar na linha da frente para um departamento profissional na FPF», rematou Carlos Pereira.