«Não funciono por ciclos, o meu trabalho é contínuo. E nem vale a pena enumerar as dificuldades que temos encontrado neste percurso. Vale a pena, sim, sublinhar a evolução da equipa, a sua qualidade do jogo e o comportamento dos jogadores. Ao fim do sétimo jogo seguido sem perder, podemos dizer nesta altura que este já é um Sporting forte, e que se prepara para ser ainda mais forte no futuro. A vida é contínua e ainda temos o campeonato, vamos disputá-lo até ao fim.»