merengues

«Tenho amigos no Barça e não vou dizer que quero que o Chelsea ganhe, mas espero que eles se cansem o mais possível e que tenham problemas. Que não seja tão fácil como frente ao Bayern», declarou o guarda-redes do Real Madrid.

Para Casillas, há uma pequena esperança de que a Liga dos Campeões distraia o Barcelona no campeonato espanhol. «Sendo egoísta, sei que têm de jogar partidas importantes estas semanas, entre Liga, Champions e Taça. Vão ter um grande desgaste físico, mas o Barcelona saca bons resultados quando isto acontece. Esperemos que fiquem afectados mentalmente», comentou o número 1 do Real.

O guarda-redes espanhol está confiante para o encontro de sábado, mas admite que preferia outra posição. «Há pouco tempo dizia-se que o Barça podia ser campeão aqui. Estamos contentes [por isso não acontecer], mas também somos prudentes. Não estamos a um ponto deles. Ainda, pelo menos. Desde a jornada oito que são líderes e eu trocava de posição com eles agora mesmo!», assumiu o campeão europeu pela Espanha.

Quando questionado sobre os perigosos avançados que vai ter pela frente, Casillas virou o discurso para uma outra ameaça. «Eto¿o é o ponta-de lança, mais rápido, mas Messi é muito bom. No entanto, não tenho dúvidas que o maior perigo é Xavi. Se ele está bem, o Barça está bem. É ele que faz o jogo», elogiou o madridista.

Casillas defendeu ainda que o momento de forma do Real Madrid é «incrível» mas pode não garantir nada. «O que estamos a fazer na Liga é incrível. Já fui campeão com 78 pontos e agora isso não chega porque há uma equipa que está muito bem. Nós temos feito o que precisamos de fazer, é incrível que não chegue para ser campeão», repetiu o guarda-redes.

Para sábado, todas as cautelas são poucas. «O Real pode ser favorito porque joga em casa, mas o Barça também o é porque lidera o campeonato. Tudo pode acontecer», rematou Casillas.