«Concordo com o Jesualdo Ferreira, pois parece-me impossível controlar a intencionalidade de todos os lances passíveis ou não de grandes penalidades. Além disso, estranho ter-se demorado tanto tempo a avaliar este caso», diz Paulo Sérgio, em declarações reproduzidas pela Agência Lusa.

O técnico do P. Ferreira aproveitou a ocasião para defender ainda Carlos Queiroz. « Nos últimos anos, o Pauleta foi resolvendo muitos dos nossos problemas e não é à toa que ultrapassou o Eusébio entre os melhores marcadores. Parece-me que o que tem faltado à selecção é um jogador com essas características», analisa Paulo Sérgio.