«Estamos conscientes que para ganhar é preciso golos e queremos ser mais eficazes na criação de oportunidades. O cenário continua idêntico em termos classificativos e faltam menos três jogos do que quando cheguei. Estamos a um ponto da salvação», defende o técnico, em declarações que antecedem o encontro inaugural da 22ª jornada, frente à União, em Leiria (sexta-feira, às 20h15).

Para esta deslocação, a equipa vai sofrer algumas alterações já que Gallo está lesionado e Nelson castigado, além do regresso de Hugo Morais.

Depois de empatar a zero em casa com o F.C. Porto, perder fora por 2-0 com o V. Guimarães e da pesada derrota caseira frente ao líder Benfica (0-4), Castro Santos revela-se optimista: «O adversário que se aproxima tem muito valor e merece todo o nosso respeito, só que também não têm a qualidade das equipas que defrontámos neste ciclo.»