«Penso que é um jogador que qualquer equipa quer ter. É difícil esquecer as coisas que viveu nos primeiros seis meses do ano. Oxalá possamos contar com ele. Foi excelente, tanto na qualidade de companheiro como profissional. Se se confirmar o regresso não vai repetir os mesmos erros», afirmou Cata Díaz ao jornal Olé.

O avançado dos Dragões, que chegou à Invicta em agosto, esteve na Bombonera nos primeiros seis meses de 2015, marcando seis golos nos 14 jogos que disputou.