«Chegámos a acordo com a ECA (Associação Europeia de Clubes) e estamos muito felizes, uma vez que sempre afirmámos que uma percentagem das receitas geradas pela Liga dos Campeões deveria ser redistribuída, tendo por base o princípio da solidariedade», explicou Michel Platini, presidente da UEFA, em comunicado.

Michel Platini explicou a aposta da UEFA: «A UEFA quer apoiar as actividades de formação de jovens nos clubes dos principais escalões do futebol europeu, em conformidade com os programas de desenvolvimento a nível nacional». Karl-Heinz Rummenigge, presidente da Associação Europeia de Clubes, congratulou-se com a medida, salientando que «não serão só os grandes clubes a beneficiar».