Na preparação para o Mundial 2006, o chinês Zheng Zhi esteve envolvido num lance que terminou com uma perna partida para o francês Djibril Cissé que o impediu de marcar presença na Alemanha. Ora, a equipa chinesa não queria voltar a sentir-se culpada por uma grande estrela não estar na maior prova de selecções.

«Há tantas estrelas na equipa portuguesa, especialmente o Cristiano Ronaldo. Não queríamos que se repetisse a tragédia do Cissé. Não queremos um Mundial sem Cristiano Ronaldo por nossa culpa. Jogamos com precaução porque os nossos jogadores não se queriam lesionar nem os portugueses», garantiu o técnico chinês.

A China esteve apenas uma vez num campeonato do Mundo, aquando do torneio no Japão e Coreia do Sul, em 2002. Gao Hongbo afirma que o futuro da equipa passa por fazer mais encontros amigáveis com selecções não asiáticas de modo a que a equipa possa ganhar outra experiência para abordar a fase de qualificação.