Originalmente, numa decisão tomada a 19 de Fevereiro, a Comissão Disciplinar da Liga tinha penalizado Hulk com quatro meses e Sapunaru com seis, na sequência dos incidentes no túnel no final do Benfica-F.C. Porto.

Hulk está suspenso desde 20 de Dezembro, tendo neste período sido opção apenas na Liga dos Campeões. O mesmo se aplicou a Sapunaru, que na reabertura do mercado rumou ao Rapid Bucareste. O castigo é extensível à Roménia, pelo que também tem estado impedido de jogar até hoje.

As decisões do Conselho de Justiça não são passíveis de recurso pelo que, ultrapassado largamente o cumprimento das penas agora estipuladas, ambos os jogadores estão agora livres para jogar. Ou seja, no limite Hulk poderia ser opção para o encontro de hoje do F.C. Porto em Vila do Conde, para a primeira mão da meia-final da Taça de Portugal.