De acordo com o comandante da PSP no local, um grupo de seguidores dos arsenalistas que vinham de Coimbra ficaram no exterior do estádio, depois de lhe ter sido negada a entrada no recinto sem pagar.

No final do jogo, e depois de algumas trocas de palavras menos simpáticas, os adeptos dos dois clubes envolveram-se em confrontos físicos.

Alguns do Gil Vicente, essencialmente mulheres e crianças que já tinham abandonado as bancadas, voltaram a entrar no Estádio Cidade de Barcelos.

Os elementos de segurança privada que fazem o controlo do Estádio Cidade de Barcelos também acorreram ao exterior do recinto para tentar serenar os ânimos.

As cenas lamentáveis de pancadaria ainda demoraram cerca de quinze minutos e obrigaram a intervenção das autoridades. De acordo com aqueles responsável policial, não houve nem feridos, nem detidos a participar.