O número de vítimas por covid-19 em Portugal passou de 2.276 para 2.297 e o número de casos confirmados evoluiu de 112.440 para 116.109, de acordo com os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste sábado.

Nas últimas 24 horas houve então mais 21 mortes e 3.669 infetados, novo máximo de casos em 24 horas. O dia com mais novos casos tinha sido quinta-feira, 22 de outubro, com 3.270 infetados, o primeiro com mais de três mil diagnósticos.

As vítimas mortais são:

- Três homens com idade entre os 50 e os 59 anos;
- Três homens e uma mulher com idade entre os 60 e os 69 anos;
- Um homem com idade entre os 70 e os 70 anos;
- Sete homens e seis mulheres com mais de 80 anos.

Há mais 37 pessoas internadas, num total de 1.455, número mais elevado de sempre, depois de ter sido estabelecido um novo máximo na quinta-feira. Em Unidades de Cuidados Intensivos estão 221 doentes, menos 23 do que na véspera.

Nas últimas 24 horas houve mais 1.962 recuperados, elevando para 67.842 as pessoas curadas desde o início da pandemia. Mas os casos ativos também continuam a subir. São mais 1.686 desde a véspera, num total de 45.970.

A região Norte passou a barreira dos dois mil casos diários. Foram 2212 em 24 horas, 60% dos novos casos deste boletim. Houve ainda 11 mortes na região.

Lisboa e Vale do Tejo tem mais 1027 infetados e seis óbitos. No Centro houve uma morte e 273 novos casos, no Alentejo foram dois os óbitos e 96 infetados e no Algarve houve uma morte e 54 novos casos.

Açores e Madeira não registaram óbitos e tiveram quatro e três novos casos, respetivamente.

Imagem