«O Guus Hiddink é uma das pessoas que nós contactamos para assumir o lugar. Provavelmente, a meio da próxima semana teremos uma decisão em concreto. Das três, quatro pessoas que temos em mente, o Guus é a pessoa que queremos, mas ainda estamos a conversar», anunciou Jacques Anoume, presidente da federação, ao «BBC Sport».

O técnico holandês tem vindo a somar boas prestações na maior prova de selecções. Em 1998 conduziu a Holanda às meias-finas. Quatro ano mais tarde fez o mesmo com a Coreia do Sul e, em 2006, caiu nos oitavos-de-final quando comandava a Austrália. Actualmente, Guus Hiddink tem contracto com a federação russa (chegou às meias-finais do Euro 2008) e vai assumir a selecção turca no Verão. No entanto, como nenhum dos países está qualificado para o Mundial, o técnico não descarta o convite marfinense. «Tenho assuntos a resolver antes de tomar uma decisão», afirmou.

O nome de Sven Goran Eriksson também foi falafo, mas o cenário já foi desfeito pelo presidente Jacques Anouma.