«O primeiro jogo vai condicionar tudo o resto e se nós conseguirmos fazer, nesta dupla jornada, o mesmo número de pontos que a França, seria fabuloso para nós», disse Couceiro à agência Lusa, traçando como objectivo «uma vitória ou dois empates».

A Lituânia nunca conseguiu pontuar frente à França, mas o técnico português acredita que é possível fazer história: «Tudo pode acontecer, pois não são imbatíveis, tanto não são que perderam com a Áustria.»

Embora mantenha a confiança, José Couceiro compara o duelo a um jogo entre «uma equipa da segunda divisão e uma equipa grande» e por isso dá à França «90 por cento de possibilidades de vencer os dois jogos». «Enquanto nós temos problemas de jogadores, eles deixam jogadores do FC Barcelona e do Inter de Milão de fora, pois têm um leque de escolhas e de opções que nós não temos», explica.

O treinador português lamenta que o campeonato lituano ainda não se tenha iniciado, devido a problemas financeiros do clube, o que em nada contribui para o sucesso da selecção.