A Juventus despediu-se da Série A italiana com um misto de sensações: por um lado foi derrotada em casa pela Roma, de Paulo Fonseca, que venceu por 3-1, mas por outro lado terminou em festa, após levante o scudetto de campeão.

Cristiano Ronaldo ficou na bancada, ao lado de Dybala, e foi da bancada que viu Higuaín abrir o marcador logo aos cinco minutos. Depois disso, porém, só deu Roma: Kalinic empatou aos 23 minutos e Perotti fez o segundo golo, em cima do intervalo, da marca de penálti. O mesmo Perotti estabeleceu o resultado final no início da segunda parte.

Apesar de tudo, a vitória da formação de Paulo Fonseca não mudou nada, já que a Juventus já era campeã e a Roma já sabia que ia terminar no quinto lugar, fora dos lugares da Liga dos Campeões, garantindo apenas um lugar na Liga Europa.

Num outro jogo da tarde, o Milan venceu o Cagliari por 3-0, num jogo em que Rafael Leão foi titular e viveu sentimentos díspares: o português fez a jogada que levou Klavan a fazer autogolo, logo aos 10 minutos, mas teve de ser substituído aos 38 minutos, devido a queixas físicas, sendo substituído por Bonaventura.

 

No resto do jogo, destaque para o facto de Ibrahimovic ter falhado uma grande penalidade, da qual se redimiu na segunda parte ao fazer o segundo golo. Castillejo fez o resultado final aos 57 minutos. Com este resultado, o Milan sentenciou a sexta posição, logo abaixo da Roma, e com o apuramento para a Liga Europa também garantido.

O Nápoles, com Mário Rui a titular, venceu a Lazio por 3-1, com golos de Fabian (9m), Insigne (54m, de penálti) e Politano (90m), enquanto Immobile reduziu para a Lazio aos 22 minutos. Com este resultado, o Nápoles manteve-se no sétimo lugar, apurando-se para a Liga Europa, e a Lazio ficou no quarto posto, garantindo um lugar na Champions.

Por fim, no jogo grande da tarde, o Inter Milão venceu no terreno do Atalanta por 2-0 e com isso fechou o campeonato no segundo lugar. O jogo era uma espécie de final, quem ganhasse garantia a segunda posição e o Inter foi mais forte: D'Ambrosio (primeiro minuto) e Ashley Young (20 minutos) fizeram os golos do triunfo nerrazurri.