Apesar do líder F.C. Porto estar a quatro pontos de distância do Sporting, quando falta disputar cinco jornadas do campeonato, mais do que segurar o segundo lugar a uma distância segura do Benfica, o jovem «leão» aponta para o título.

«Até ao final do campeonato, enquanto matematicamente for possível, vamos acreditar e estaremos todos juntos para que consigamos sair vitoriosos dos próximos cinco jogos e esperar que o FC Porto caia», disse Daniel Carriço, citado pela agência Lusa, em Rio Maior, onde a selecção portuguesa de sub-21 se concentra em estágio.

«Um pouco prejudicado»

O futebolista considera que «o Sporting tem sido um pouco prejudicado» pelas arbitragens este campeonato. E a partida de sábado, em Guimarães - em particular o lance que o envolveu - foi apontada com um exemplo. «Sinceramente, não houve falta, mas agora não há nada a fazer», disse Carriço, referindo-se ao lance em que lhe foi atribuído por Bruno Paixão um pé em riste.

«Durante o jogo sentimo-nos um pouco revoltados, mas, acima de tudo, conseguimos dar a volta e acho que a equipa deu uma boa resposta depois daquilo que nos fizeram», disse o defesa, sublinhando a recuperação operada pelo Sporting, que esteve a perder por 1-0, conseguindo inverter o resultado com um golo de Derlei e outro de Liedson. «Os três pontos eram o mais importante. Era um jogo muito complicado e conseguimos dar a volta por cima».