«Trabalhámos bem depois do jogo com o Marselha e, graças a Deus, as coisas correram como desejávamos».

[Agora vem o Sp. Braga, é um jogo decisivo?]

«É um jogo com mais três pontos. É frente a um adversário directo na luta pelo título, temos de estar preparados. Vamos ter alguns dias para descansar, um dia para preparar o jogo na maior tranquilidade. Vai ser um jogo que não vai decidir o título, mas que vale mais três pontos para nós».

[Soube melhor esta conquista ou a do ano passado?]

«Ficamos sempre felizes com as conquistas, sabe melhor esta porque esta é a actual, passado é passado. Estamos felizes porque conseguimos o nosso objectivo».

[Esperava um jogo mais difícil?]

«Não, sabíamos que era um jogo que ia ganhar quem errasse menos. Graças a Deus, a gente errou menos. Fizemos um bom jogo, pressionámos e conseguimos aquilo que esperávamos».

[Ontem disse que o F.C. porto tinha jogadores muito fortes, foi assim?]

«Sim, o F.C. porto tem jogadores muito fortes, cabe a nós que eles não consigam demonstrar o seu melhor trabalho. Conseguimos anulá-los em muitas formas e fomos mais felizes».

[O que é que mudou em relação ao que o David Luiz fazia o ano passado?]

«O ano passado era defesa esquerdo. O ano passado aprendi bastante na pré-temporada, aperfeiçoei-me em muitos aspectos e cresci como jogador. Quando há uma mudança, o jogador tem de ser inteligente e saber tirar coisas boas. Consegui tirar coisas boas disso e este ano estou fazendo um bom trabalho como central».

[Jorge Jesus tem alguma responsabilidade nisso?]

«O mister Jesus, cobra bastante, prefere dizer uma palavra mais forte do que me passar a mão na cabeça. Eu sei que é o melhor para mim. Às vezes podemos ficar um pouco encabulados, mas depois sei que é o melhor para mim».